Outro

Ribossomos


O que é um ribossomo? definição:

o ribossomos (Singular: ribossomo) são organelas celulares que ocorrem em todos os organismos vivos, nas quais, no âmbito da biossíntese de proteínas, ocorre a tradução, ou seja, a leitura do mRNA para a síntese de proteínas. O termo ribossomo é derivado do inglês "ácido ribonucleico" (RNA) e do grego "soma" (corpo). Devido à sua importante função, os ribossomos também são chamados de "produtores de óvulos" das células, porque na tradução do mRNA eles combinam os aminoácidos individuais em cadeias de aminoácidos e, por fim, em proteínas.
Os ribossomos aparecem ao microscópio como corpos ovais a arredondados. Essas pequenas partículas (entre 20-25 nm nos procariontes e 20-30 nm nos eucariotos) consistem em uma combinação complexa de ácido ribonucleico e proteínas.
Dependendo do tipo de célula e da função específica da organela, os ribossomos podem ser classificados em quatro formas diferentes:
Procariontes (ribossomos ligados à membrana ou ribossomos livres)
Eucariotos (ribossomos ligados à membrana ou ribossomos livres)

Estrutura do ribossomo

A estrutura dos ribossomos é baseada em diferentes subunidades, nas quais um grande número de proteínas está ligado. No caso dos eucariotos, as subunidades grandes (60S) e pequenas (40S) são formadas separadamente no corpo nuclear (nucléolo) e passam através dos poros nucleares para o citoplasma da célula. Lá, as unidades se fundem nos ribossomos acabados (80S).
Como um bloco básico de construção dos ribossomos, servem o EiweiЯkürper especial e o RNA ribossômico (um ácido ribonucleico específico -> rRNA). Quando a biossíntese de proteínas prossegue, polipeptídeos de cadeia longa são formados no ribossomo a partir dos aminoácidos individuais. Esse processo ocorre em uma espécie de "sistema de encapsulamento" na subunidade ribossômica.

Função do ribossomo

As subunidades dos ribossomos realizam tarefas diferentes em paralelo. A tradução da informação genética do RNA mensageiro (mRNA) para aminoácidos é indispensável. Nesse contexto, cada ribossomo funciona como um local de produção separado e independente para que todas as proteínas sejam sintetizadas no organismo. O modo de funcionamento dos ribossomos pode ser subdividido em dois processos:
1.) A subunidade grande assume a ligação dos blocos de construção de proteínas individuais às cadeias longas, que aparecem como proteínas. Esse processo é chamado de atividade da peptidil transferase.
2.) A pequena subunidade é necessária para o reconhecimento do mRNA. Somente então a sequência correta para uma combinação de aminoácidos pode ser realizada.
A informação real para a sequência de aminoácidos está contida no DNA dos cromossomos no núcleo. Para que as proteínas sejam sintetizadas, uma cópia exata deve ser feita e liberada do núcleo da célula, que é adquirida pelo mRNA. Portanto, o termo deriva de: mRNA = RNA mensageiro (RNA mensageiro).